VÍTIMAS SÃO IDENTIFICADAS EM PRESIDENTE GETÚLIO, 11 ÓBITOS SÃO CONFIRMADOS

 


Começam a ser identificadas vítimas da tragédia em Presidente Getúlio

11 pessoas já foram identificadas pelo Instituto Geral de Perícia

Após a forte enxurrada que atingiu o Vale do Itajaí nesta quarta-feira, 16, o Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC) já identificou 11 vítimas da tragédia em Presidente Getúlio. Segundo o IGP, uma delas é natural de Blumenau: Pâmela Tais Miranda, de 19 anos.

Além dela, também foi identificada Francieli Hamm Wiese, de 34 anos. Ela é natural de Ituporanga, era casada e tinha dois filhos adotivos, de 5 e 13 anos. Da família, o marido e o filho mais novo seguem desaparecidos, segundo familiares.

De acordo com o IGP, equipes do Instituto Médico-Legal (IML) ainda trabalham em Presidente Getúlio. Até as 22h desta quinta-feira, foram identificados 11 corpos:

1 – Pâmela Tais Miranda, 19 anos, natural de Blumenau.
2 – Francieli Hamm Wiese, 34 anos, natural de Ituporanga.
3 – Uma criança (Conforme o Art. 143 do ECA não foi divulgada a identificação e nem demais dados de crianças)
4 – Vera Kloth, 48 anos, natural de Presidente Getúlio
5 – Alexia Correa do Nascimento, 19 anos, natural de Brusque
6 – Daniel Wiese, 44 anos, natural de Presidente Getúlio
7 – Dieter Wiese, 50 anos, natural de Presidente Getúlio
8 – Elsa Hilma Wiese, 82 anos, natural de Presidente Getúlio
9 – Lourdes Sehnem, 57 anos, natural de Presidente Getúlio
10 – Lino Leopoldo Sehnem, 89 anos, natural de Imaruí
11 – Andrei Rangel Bozan, 28 anos, natural de Presidente Getúlio

Papiloscopistas
A identificação dos corpos está sendo feita pela digital, coletada pelos papiloscopistas e eles fazem em seguida o confronto digital. O IGP faz atendimento aos familiares no ginásio de Esportes Pereirão, com o apoio da Secretaria de Saúde do Município, através de psicólogos e assistentes sociais.

Foram mobilizadas equipes do IGP de Florianópolis, Rio do Sul, Blumenau, Lages, Curitibanos e Jaraguá do Sul.

Entre os profissionais envolvidos na ação estão: Médicos Legistas, Auxiliares de Medicina Legal, auxiliares criminalísticos, peritos criminais, papiloscopistas e ainda servidores do setor de antropologia para o reconhecimento dos corpos.

Número de mortes
Segundo Defesa Civil, até a tarde desta quinta, a chuva tinha resultado em 12 óbitos. Destes, nove foram em Presidente Getúlio, dois em Rio do Sul e um em Ibirama.

Fonte:Nova Gazeta

ENTRE EM NOSSOS GRUPO DO WHATSAPP E ACOMPANHE EM PRIMEIRA MÃO
 

Publicidade: