Conmebol sai em defesa de Cavani e critica punição por racismo citando "peculiaridades culturais"

Fotos: Reprodução


"A campanha em defesa de Cavani, protagonizada por companheiros do jogador na seleção uruguaia, ganhou tom institucional com o apoio da Conmebol. A confederação sul-americana emitiu nesta terça-feira uma nota oficial para dar suporte ao jogador do Manchester United, criticando a punição imposta pela Federação Inglesa, alegando manifestação racista por parte do atacante.

A Conmebol diz, no comunicado, que manifesta solidariedade ao atleta, que levou três jogos de gancho por usar o termo "negrito" em suas redes sociais, em novembro. A entidade criticou a decisão da FA indicando que ela "não leva em consideração as características culturais e o uso de certos termos na fala cotidiana do Uruguai".

- A Conmebol condena e sempre condenará com a maior energia qualquer manifestação racista ou discriminatória, mas o caso específico para o qual Cavani foi sancionado não constitui uma delas - diz a nota.

Cavani foi suspenso por três jogos por escrever a frase "Obrigado, negrito" ao agradecer um elogio em suas redes sociais após marcar dois gols em vitória sobre o Southampton, em novembro. A postagem foi apagada, mas a FA abriu investigação na época, e decidiu pela punição na última semana. A federação diz que a postura do uruguaio na postagem foi inapropriada, alegando que o jogador fez um comentário "insultuoso e/ou abusivo e/ou impróprio e/ou trouxe descrédito ao jogo".


ENTRE NO GRUPO DO WHATSAPP E ACOMPANHE EM PRIMEIRA MÃO!!!



A punição causou revolta no Uruguai e gerou uma mobilização a favor do atacante. A Associação dos Jogadores de Futebol do país se manifestou contra o gancho, assim como atletas da seleção celeste e até mesmo a Academia de Letras Uruguaia.

A punição deixou Cavani fora do duelo contra o Aston Villa, pela Premier League, e também o impedirá de enfrentar o Manchester City, nesta quarta, na semifinal da Copa da Liga Inglesa, e o Watford, no sábado, pela Copa da Inglaterra. Ele só estará disponível na partida contra o Burnley, pelo Campeonato Inglês, no dia 12 de janeiro.

Veja a nota oficial da Conmebol na íntegra:
"A Conmebol expressa sua solidariedade ao jogador Edinson Cavani, sancionado pela Federação Inglesa de Futebol. A medida disciplinar para o jogador destacado da seleção uruguaia claramente não leva em consideração as características culturais e o uso de certos termos na fala cotidiana do Uruguai.

O julgamento desses tipos de declarações, no âmbito de um processo que pode acarretar em penalidades para o atleta e que afetam sua reputação e bom nome, deve ser sempre realizado levando em consideração o contexto em que foram feitas e, sobretudo, as peculiaridades culturais de cada jogador e de cada país.


A Conmebol condena e sempre condenará com a maior energia qualquer manifestação racista ou discriminatória, mas o caso específico para o qual Cavani foi sancionado não constitui uma delas.
"".

Fonte: GE