Virou passeio!!! Palmeiras brilha na Argentina e derrota o River por 3x0

Fotos: Staff Images/Conmebol


"Uma atuação quase perfeita na Argentina deixou o Palmeiras muito perto da final da Copa Libertadores. O Verdão venceu o River Plate por 3 a 0 na noite desta terça-feira, em Avellaneda, num jogo em que soube administrar a pressão do rival, atacar em momentos-chave, chegar aos gols e deixar a experiente equipe argentina em “parafuso”. Rony, Luiz Adriano e Viña fizeram os gols do time de Abel Ferreira, que poderia até ter feito mais após a expulsão de Carrascal, do River. Assim como em 1999, um 3 x 0 que pode ser decisivo na busca do Palmeiras por mais um título continental.

Como fica?
Palmeiras e River voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Allianz Parque. A equipe argentina precisa vencer por três gols de diferença para se classificar – um 3 a 0 leva a decisão para os pênaltis. A final da Libertadores será no dia 30 de janeiro, no Maracanã, contra o vencedor do confronto entre Santos e Boca Juniors.


ENTRE NO GRUPO DO WHATSAPP E ACOMPANHE EM PRIMEIRA MÃO!!!


Igual a 99?
River e Palmeiras voltaram a se encontrar numa semifinal de Libertadores depois de quase 22 anos. Curiosamente, o resultado foi o mesmo do jogo de volta daquela ocasião: 3 a 0 Verdão, com atuação de gala. Destaque para Rony e Luiz Adriano, dupla de artilheiros que mais uma vez brilhou na competição. Ambos têm cinco gols.

Meninos que brilham!
A principal atitude do técnico Abel Ferreira na escalação foi montar um meio-campo só com garotos: Danilo (19 anos), Patrick de Paula (21 anos) e Gabriel Menino (20 anos) jogaram como se já fossem especialistas em Libertadores. Ditaram o ritmo e foram gigantes. Menino, inclusive, enervou os adversários e foi o "responsável" pela expulsão de Carrascal. O Verdão tem três garotos valiosos.

Primeiro tempo:
O River Plate controlou a posse de bola e tentou empurrar o Palmeiras para seu campo de defesa desde o início, criando logo de cara uma ótima chance em chute de Carrascal defendido por Weverton na pequena área. O Verdão, com três garotos no meio de campo, ganhou velocidade na transição e tentou aproveitar as brechas na defesa adversária. Na primeira boa escapada, contou com uma saída desastrada de Armani e um chute certeiro do iluminado Rony para abrir o placar. Depois disso, o River pareceu perdido em alguns momentos, mas quase chegou ao empate numa cobrança de falta de Nacho Fernández, que beliscou o travessão. O Palmeiras chegou a marcar novamente, num lindo gol de Gustavo Scarpa, mas o lance foi anulado por impedimento.

Segundo tempo:
O Palmeiras encaminhou a definição do jogo logo no primeiro minuto, após passe vertical de Danilo, pivô e golaço de Luiz Adriano. A partir daí, o River ficou perdido como poucas vezes sob comando de Marcelo Gallardo na Libertadores. O Verdão (principalmente com Gabriel Menino) enervou o rival e viu Carrascal ser justamente expulso após um pontapé no jovem palmeirense. No lance seguinte, Viña marcou o terceiro gol, de cabeça, e uma goleada virou possível. No entanto, Abel Ferreira fez mudanças, lançou nomes como Raphael Veiga, Breno Lopes e Willian, e controlou o jogo para evitar qualquer susto no fim. A vantagem já é suficiente para dar tranquilidade.".

Fonte: GE