Mulher é espancada na frente da filha e sogra em Toledo

 



Por volta das 02:30 do deste sábado, a Policia Militar foi acionada para uma situação de violência doméstica e familiar. 

No local, a equipe entrou em contato com a solicitante, que estava do lado externo da residência aguardando a chegada da equipe juntamente com sua filha menor, e relatou para a equipe policial que teria ido a uma festa de aniversário junto com seu companheiro, e que ambos havia feito ingestão de bebida alcoólica no local mas não houve qualquer desentendimento no local, e que sem dar qualquer explicação o avisar, o sr teria deixado o local. 

Após perceber que o companheiro saiu da
festa, a mulher juntamente com sua filha foi para a sua residência, ao chegar em casa constataram que o companheiro não estava no local e a residência estava trancada. A mulher então, precisava da chave que estava com companheiro, e por essa razão se deslocou até a casa da mãe do mesmo, e ao chegar lá e entrar na casa pedindo para ele entregasse a chave da residência do casal o mesmo iniciou uma série de agressões físicas contra a mulher.

Conforme o relato, ele teria lhe desferido vários socos no peito, na cabeça, puxado seu cabelo, além de socos em seu rosto vindo a ocasionar lesões e provocar sangramento da boca da vítima.

 Ainda o mesmo em que a agredia físicamente, ainda xingava a mesma de "filha da puta", "vagabunda", "lixo" e dizia
para que ela e sua filha dormissem na rua "pois seriam lixo". 

Conforme a vítima tudo ocorreu na presença de sua filha e da mãe do seu companheiro. 

Ela relatou que já sofreu agressões  em outras ocasiões mas que nunca registrou boletim de ocorrência contra o mesmo
pois o ama.

 Nas palavras de xxx, as mordidas que xxx alega ter pelo corpo seriam sua
tentativa de se defender das agressões. xxx disse que vive com xxx a um pouco mais de
um ano e que a residência em que vivem juntos foi alugada pelo casal que não tem filhos
juntos. Esta equipe policial tentou um primeiro contato com o homem que estava no interior da residência de sua mãe pedindo para que o mesmo saísse a fim de contar sua versão dos fatos, no entanto o autor estava bastante alterado, gritando muito, dizendo que dali sairia apenas a força, que teria um irmão policial e que exigia a presença do mesmo no local. 

Diante das lesões apresentadas pela vítima e de seu inequívoco interesse em representar contra o agressor a equipe conduziu a mulher até a 20ªSDP para lavratura do flagrante e demais procedimentos cabíveis sendo feito o uso de algemas.

Fonte: Plantão Toledo