“Tribunal do crime” pune casal que roubou e esfaqueou motorista de app; cenas fortes




Um casal recebeu uma punição pesada do chamado “tribunal do crime” após assaltar e esfaquear um motorista de aplicativo, de 40 anos, na última segunda-feira (22/11). O vídeo com o castigo viralizou depois de ser divulgado nas redes sociais.

Continue a leitura depois do anuncio.

Nas imagens feitas pelos próprios criminosos, é possível ver o momento em que os dois suspeitos são amordaçados e torturados pelos “justiceiros”. O rapaz foi agredido a pauladas e teve o braço quebrado, enquanto a mulher ficou com os dedos estourados.

O caso ocorreu no bairro Armando Mendes, na Zona Leste de Manaus. Segundo informações, a vítima recebeu o chamado pela conta da mulher no aplicativo. Em um determinado ponto da na rua F, do conjunto Itacolomi, o roubo foi anunciado.

Câmeras de segurança de uma residência flagraram quando a mulher abre a porta do veículo e sai correndo do banco traseiro. Na sequência, o comparsa deixa o carro com uma faca e uma bolsa nas mãos. Eles haviam acabado de cometer o crime.



Para se livrar da ação dos criminosos, ensanguentado, o motorista chega a se jogar pela janela do próprio veículo. Ele foi socorrido e encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio na Zona Leste da capital amazonense, em estado grave.

Após a divulgação do vídeo do roubo, imediatamente o “tribunal do crime” identificou a localização dos suspeitos e os castigaram pelo ato contra o trabalhador. Apesar da punição pelo “poder paralelo”, os dois seguem sendo procurados pela polícia.

“Realmente, [a dupla que aparece no vídeo] é o mesmo casal que participou do assalto ao motorista de aplicativo mais cedo. Entretanto, ainda não sabemos qual a identidade desses suspeitos e por quem eles foram punidos. As nossas equipes seguem tentando localizá-los”, afirmou um agente da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

ATENÇÃO! O vídeo abaixo contém CENAS FORTES.



Fonte: BR104



Envie sugestões de Pautas ou Fotos, e acompanhe as notícias em primeira mão.
Entre no nosso grupo do WhatsApp: Clicando Aqui