Vereador de Toledo é investigado por ato libidinoso



Muita pouca gente sabia, mas este homem é acusado de cometer crimes a anos, e mesmo assim se tornou vereador e nos representava no legislativo.

Confira agora os crimes em investigação:

USO DE VEÍCULO PÚBLICO PRA FINS PESSOAIS

Em 2018, Gilson Francisco pagou mais de 2 mil reais em multa por usar pra fins pessoais uma "bobcat" que é de propriedade do poder público.

ATO LIBIDINOSO

Em 2015, Gilson foi acusado de levar duas meninas de apenas 9 anos de idade para dentro de sua casa e expôs a elas seu pênis ereto, se masturbando.

As após o ato, as meninas foram liberadas e chegando em casa, contaram aos seus pais que imediatamente o denunciaram.

A ação corre em segredo de justiça, porém o processo começou a ser divulgado pela imprensa local.

AMEAÇA DE MORTE

Segundo as investigações, Gilson ameaçou de morte  as meninas após a família das mesmas contarem o ocorrido a outras pessoas, durante a campanha eleitoral.

RACHADINHA

Seu ex-assessor, Valderi Geovani Muller, acusou Gilson  de obrigá-lo a fazer  empréstimos bancários no valor de aproximadamente R$ 44 mil, a maior parte do valor  seria entregue a Gilson em troca da garantia de emprego como seu assessor.

Mesmo com todos estes crimes, este homem foi o meu e seu representante.

Será que seus dias de liberdade estão contados? Ou a justiça não vai prevalecer?

Continue a leitura depois do anuncio.

SAIBA DE TUDO QUE ACONTECE EM TOLEDO E REGIÃO ATRAVÉS DE NOSSOS GRUPOS NO WHATSAPP


Fonte: AconteceuEmToledo 



Envie sugestões de Pautas ou Fotos, e acompanhe as notícias em primeira mão.
Entre no nosso grupo do WhatsApp: Clicando Aqui