Mulher é morta a golpe de facão na região

Gleidson


Uma mulher de aproximadamente 25 anos foi encontrada morta na tarde desta sexta-feira (08), na região do Bairro Santa Cruz, em Cascavel.

Continue a leitura depois do anuncio.

De acordo com informações, o corpo da vítima foi encontrado às margens de um córrego na Rua Maxakalis.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram mobilizadas, mas quando chegaram ao local se depararam com a vítima já em óbito. A mulher, conforme os socorristas, foi ferida com um golpe de facão na nuca.

A Polícia Militar foi acionada ao local para isolar a área e fazer buscas pelo autor do crime. O IML (Instituto Médico Legal) foi chamado para recolher o corpo da mulher, que até o fechamento da matéria não havia sido identificada.

A Delegacia de Homicídios da Polícia Civil fica responsável pela identificação de mais um crime violento registrado na cidade.

ATUALIZADA 

Foi identificada na noite desta sexta-feira (08/07), a mulher morta a golpes de facão em um córrego na Rua Maxakalis no Bairro Santa Cruz em cascavel.

Trata-se de Alice Cristina Caldinho Bayer de 26 anos. A mulher foi localidade por populares passavam pelo local, momento em que avistaram a vítima caída ao lado do córrego.

Socorristas e o médico de plantão do Siate foram acionados rapidamente, mas ao chegarem no endereço, só puderam constatar o óbito da mulher, com ferimentos na região da nuca. 

NOVA ATUALIZAÇÃO 

Na manhã desta segunda-feira (11), o Delegado Diego Valim concedeu entrevista coletiva falando sobre o caso do homicídio que foi registrado na tarde da última sexta-feira (08), no Bairro Santa Cruz.

Uma mulher foi morta em uma área de mata localizada na Rua Maxakalis, com golpes de facão.

As informações repassadas à Polícia Civil são de que a mulher estava com outras pessoas utilizando drogas na área escondida, quando um homem teria chegado e começado a discutir com ela.

Com muita agressividade, o autor, que já estava em posse da arma branca, desferiu vários golpes que acabaram ceifando a vida da mulher.

Algumas pessoas testemunharam o caso, sendo que serão intimadas a repassarem maiores informações, porém, ainda não é sabida a motivação.

A Delegacia de Homicídios detalhou que o caso está bem avançado, sendo que o possível autor já foi identificado. Qualquer informação que auxilie na elucidação do crime deve ser repassada de forma anônima pelos telefones 190 e 197.

Fonte: AconteceuEmToledo 



Envie sugestões de Pautas ou Fotos, e acompanhe as notícias em primeira mão.
Entre no nosso grupo do WhatsApp: Clicando Aqui
close